Português | English

ONC Produções

A ONC Produções Culturais, lda. é uma empresa ao serviço das entidades públicas ou privadas (autarquias, empresas, associações e agentes culturais em geral) que pretendam contratar, para a realização de espectáculos, músicos ou grupos musicais. [mais sobre a ONC]

Destaques

Mário Laginha Novo Trio em Viana do Castelo

9 de Agosto – Teatro Sá de Miranda, Viana do Castelo – 22h00

Inserido na programação deste ano do Jazz na Praça da Erva, em Viana do Castelo, o novo trio de Mário Laginha apresenta no Teatro Municipal vianense o disco “Terra Seca”, que marcou o início da nova sonoridade construída em torno de um conjunto instrumental inusitado composto pelo piano de Mário Laginha, o contrabaixo de Bernardo Moreira e a guitarra portuguesa de Miguel Amaral. Trata-se de um novo território musical que agora começou a ser explorado e que incorpora e sintetiza, como é hábito em Mário Laginha, influências de mundos sonoros tão diferentes como o jazz, a música de câmara contemporânea e o fado.

Cristina Branco preenche “Noite Ibérica” em Montpellier

21 de Agosto – “Idealist” – Nuits d’O, Amphithéatre d’O, Pinèdes, Montpellier, França – 20h00

A organização das Nuits d’O, em Montpellier, entendeu por bem encaixar o concerto de Cristina Branco na “Nuit Ibérique”, o que se compreende dada a origem de Cristina e sendo certo que o fado tem um lugar de relevo na sua carreira de quase duas décadas. Mas quem tiver o privilégio de ver e ouvir Cristina e os seus músicos no Amphitéatre de Pinèdes, perceberá que a arte da cantora nascida em Almeirim vai muito além da geografia musical ibérica, recriando influências da música francesa, argentina, brasileira e da pop anglo-saxónica.  

Maria João e Mário Laginha ao ar livre na Alameda de Espinho

30 de Agosto - “Iridescente” – concerto ao ar livre na Alameda 8, Espinho – 22h00

Os Concertos da Alameda, uma organização da Câmara de Espinho que abre o espaço público a concertos de acesso livre, contam este ano com a participação de Maria João e Mário Laginha, acompanhados pelo acordeão de João Frade e a bateria de Alexandre Frazão. A base do concerto é o último disco da dupla, “Iridescente”, com outros temas saídos de uma carreira que conta já com vinte e cinco anos.